CASA DE VELHO

18h – Sábado 29
Local: Palco Eleazar de Carvalho (Pça General Tibúrcio)

 

Casa de Velho criada em 2015 na cidade de Fortaleza em formato duo, com Mateus Mesmo (Voz) e Plínio Câmara (Guitarra).  Explorando a dramaturgia presente nas composições, somam-se ao projeto, Rami Freitas (Bateria) e Marcus Au Coelho (Baixo).  Dessa formação o que surge é uma musicalidade híbrida entre a música popular brasileira e o rock ‘n’ roll.

 A performance Casa de Velho também atua numa área  de hibridismo unindo o concerto musical com elementos das artes cênicas. Há uma narrativa que vai se construindo ao longo do espetáculo, onde o teatro de bonecos é presente, algo da disposição tradicional de uma apresentação musical é, em dado momento, deslocado, criando outra forma de diálogo, também a presença performática e mística do performer e dançarino Macaco. Assim, vão sendo trabalhadas distintas energias e intenções dentro e fora do que é sonoro.

 O projeto que estreou em agosto de 2015 no Teatro Carlos Câmara, através de um edital municipal, conta com um EP lançado no mesmo ano e seguiu fazendo um trabalho dentro de Fortaleza. Participou do VIII Festival de Artes Cênicas e o ManiFesta!Festival das Artes, das ocupações nas universidades de Fortaleza, tocou em diversos festivais independentes pela cidade. E em 2016, participou do CONECTA – Festival Artes Sem Fronteiras, festival que recebeu no seu palco artistas como Tom Zé e O Terno. Tocou também com a banda Cidadão Instigado, projeto de reconhecimento nacional; ficou em 2° lugar no Festival Curto Circuito e foi projeto premiado na VIII Mostra de Música Petrúcio Maia. Em 2017, o projeto seguiu em tour pela argentina, lançando seu trabalho single “Demônio”(música que compõe o repertório do primeiro disco da banda “ ranço” que segue em processo de finalização). Dividindo o palco com bandas de diversos países, a tour rendeu ainda, gravações ao vivo, e o contato e pesquisa com a música local produzida de forma independente.

Foi atração do festival Maloca 2017, e, em maio desse ano, fez uma série de apresentações pela capital São Paulo. Nesse ínterim, a Casa de Velho, mesmo sendo uma banda criada recentemente, depara-se ainda com um público cativo que canta as músicas junto com o vocalista em diversos momentos dos shows. Os artistas que compõem a Casa de Velho estão imbuídos de um desejo profundo de vivenciar cada vez mais, seja através do CD ou no encontro com público, suas canções, bonecos, teatro, enfim, seu fazer artístico.