DANIEL GANJAMAN

CURADORIA

21h30 – Sexta 28
Local: Anfiteatro Alberto Nepomuceno

O músico, arranjador e produtor Daniel Ganjaman é um dos formuladores da música contemporânea brasileira. É ele o responsável pela produção de alguns dos melhores discos dos últimos anos, de artistas como Criolo, Céu, Sabotage, BaianaSystem, entre outros. Filho do músico aposentado Claudio Takara (hoje proprietário do estúdio El Rocha), Daniel desde criança manteve contato com diversos instrumentos musicais. Em meados dos anos 90 tocou guitarra, baixo e cantou em algumas bandas de punk e hardcore paulistas.

Em 1997, ao lado do pai, Ganjaman abriu o estúdio El Rocha, onde deu os primeiros passos como produtor, trabalhando com várias bandas do cenário independente paulistano, e muitos dos trabalhos produzidos nessa época nem chegavam a receber assinatura.[2] Sua relação profissional com o rap estreitou graças a seu contato com o DJ Nuts e Zé Gonzales (ex integrante do Planet Hemp) com os quais produziu alguns trabalhos em parceria.  Seu primeiro grande trabalho foi na direção musical da banda do cantor, compositor e percussionista Otto, saindo em turnê na divulgação do primeiro disco do pernambucano, o “Samba pra Burro”, e se apresentando em importantes festivais, como o Central Park Summerstage em Nova York, Roskilde Festival na Dinamarca e Transmusicales na França.  No início do ano 2000, foi convidado para gravar no disco do PLANET HEMP “A invasão do sagaz homem fumaça”(CHAOS/SONY Music). Após o término da gravação, se juntou ao grupo para fazer a turnê do disco que durou pouco mais de um ano, passando por praticamente todas as capitais brasileiras, Estados Unidos e Japão.

Paralelo às atividades com o Planet Hemp , Daniel Ganjaman e Zé Gonzales produziram o disco do SABOTAGE “O Rap é Compromisso” (Cosa Nostra), à convite de Mano Brown (Racionais MC’s), Família RZO e Rappin Hood. Foi o maior impulso de divulgação do trabalho de produção da dupla. Em 2011, ganhou destaque pelos álbuns Nó na Orelha, do cantor Criolo e Alegria Compartilhada, da banda Forfun, que ganharam o prêmio de Disco Do Ano pela crítica especializada, respectivamente pelo Video Music Brasil e pelo Prêmio Rock Show.